A Klabin S. A. é uma empresa brasileira, privada, de capital aberto e integrante da BM&FBovespa, onde negocia ações há 33 anos. A holding Klabin Irmãos e Cia. é sua principal controladora, com 59% do capital votante. Seus negócios estão estruturados em três Unidades: Florestal, Papéis (papelcartão e papéis kraft) e Conversão (caixas de papelão ondulado e sacos industriais). |GRI 2.1, 2.2, 2.3, 2.6|

Com capacidade produtiva de 1,9 milhão de toneladas/ano, a companhia é a maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, mantendo a liderança na produção de papéis e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado e sacos industriais, além de comercializar toras de madeira.

Para atender o mercado de forma eficiente, a Klabin mantém 16 unidades industriais, sendo 15 no Brasil e uma na Argentina, escritórios comerciais em oito Estados do Brasil e uma filial nos Estados Unidos, além de representantes e agentes comerciais em vários países. A sede da empresa é na cidade de São Paulo. |GRI 2.3, 2.4|

Em 2012, a base de clientes ativos da empresa somou 2 mil, em todo o território nacional e em mais 63 países, incluindo indústrias de alimentos, higiene e limpeza, eletroeletrônicos, bebidas, cimento, madeira serrada e laminada e conversão de embalagens, entre outras. |GRI 2.5, 2.7|

A Klabin mantém, entre terras próprias, arrendadas e infraestrutura, uma área total de 506 mil hectares, sendo 213 mil hectares (ou 40%) de matas nativas preservadas e 243 mil hectares de áreas plantadas com pinus e eucalipto, que são responsáveis pela maior parte da madeira necessária às suas operações. O modelo de manejo florestal desenvolvido pela Klabin fez com que ela fosse a primeira empresa do setor de papel e celulose no Hemisfério Sul a receber a certificação FSC® (Forest Stewardship Council®), em 1998.

Em 31 de dezembro de 2012, a Klabin mantinha 14.218 colaboradores em seu quadro, sendo 9.064 próprios,  4.893 terceiros, 261 estagiários e aprendizes. Foram comercializadas no ano 1,7 milhão de toneladas de papéis e embalagens, resultando em receita líquida de R$ 4,1 bilhões. A geração de caixa, expressa pelo EBITDA, foi de R$ 1,4 bilhão e o lucro líquido atingiu R$ 752 milhões. A companhia encerrou o ano com valor de mercado de R$ 11,3 bilhões. |GRI 2.8|