A Klabin trabalha na preservação ambiental em várias frentes. Nas unidades, fabris e florestais, a empresa aplica uma política de controle dos impactos de suas atividades e promove a gestão eficiente dos recursos naturais. Além disso, desenvolve iniciativas sociais de sensibilização quanto ao uso adequado dos recursos naturais, reflorestamento, conservação da biodiversidade, descarte e reciclagem de resíduos, e participa de discussões sobre aspectos legais com órgãos reguladores. Todas as ações da empresa são direcionadas por um Sistema de Gestão Ambiental certificado pela ISO 14001 e amparadas pelo conceito 3R (Reduzir, Reusar e Reciclar). |GRI EN26|
 
Para o acompanhamento do cumprimento da metas ambientais da empresa, foi desenvolvido o Portal Corporativo de Meio Ambiente. O sistema reúne num banco de dados informações sobre o desempenho de cada unidade em aspectos como consumo de água e combustíveis, qualidade dos efluentes e geração de resíduos e funciona também como um fórum para a troca de experiências entre as unidades. Com essa ferramenta de gestão, as unidades controlam o processo e realizam benchmarking entre as práticas do grupo, buscando a melhoria dos indicadores e do próprio processo.
 
A tabela e o gráfico abaixo exemplificam o controle do consumo específico de água das unidades de embalagem da Klabin, realizada por essa ferramenta.
 

Consumo de Água (m3/t)

Embalagens
2010 2011 2012
Betim meta 0.38 0.38 0.38
real 0.38 0.4 0.43
Del Castilho meta 0.76 0.65 -
real 0.75 0.6 -
Feira de Santana meta 0.57 0.57 0.57
real 0.57 0.61 0.59
Goiana meta - - -
real 0.24 0.25 0.49
Itajaí meta 0.71 0.68 0.68
real 0.69 0.7 0.64
Jundiaí DI meta 0.65 0.79 0.79
real 0.65 0.8 0.75
Jundiaí TP meta 0.62 0.62 0.61
real 0.62 0.63 0.57
Piracicaba meta - - -
real 0.52 0.32 0.74
São Leopoldo meta 0.49 0.49 0.39
real 0.63 0.45 0.41

 
O gráfico abaixo exemplifica o controle dos resultados na remoção de carga orgânica (DBO5) das unidades de papéis.
 

Eficiência redução DBO5 (%)

Papéis
Monte Alegre Otacilio Costa Correio Pinto Angatuba
Meta Real Meta Real Meta Real Meta Real
2010 80 92 80 99 80 87 80 97
2011 80 92 80 99 80 85 80 99
2012 90 94 80 99 80 80 80 98

 

Ações realizadas no ano para mitigar os impactos ambientais nas unidades |GRI EN26|

Em 2012, a companhia investiu R$ 66,65 milhões em gestão ambiental, sendo que 92% foram destinados a programas de prevenção e gestão. Os recursos patrocinaram ações internas, melhorias nas estações de tratamento de efluentes, coleta de resíduos, monitoramento ambiental e preservação florestal. Algumas das iniciativas contempladas foram:

  • caldeira de biomassa em Correia Pinto (SC), no valor de R$ 41 milhões
  • nova planta de tratamento do efluente da CTMP (Pasta Química Termo Mecânica) em Monte Alegre (PR), no valor de R$ 6 milhões
  • um picador elétrico de papel em Monte Alegre, no valor de R$ 1,1 milhão
  • aquisição de uma nova Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) na Unidade de São Leopoldo, no valor de R$ 600 mil

 

Investimentos e gastos ambientais |GRI EN30|

2012 (R$)
Gerenciamento de resíduos (compra de lixeiras, caçambas de resíduos, melhorias nas centrais de reciclagem) 829.591,17
Tratamento de emissões atmosféricas (manutenção de precipitadores eletrostáticos, lavadores de gases, incineradores e melhorias nos equipamentos de controle) 2.050.885,43
Despesas de remediação 1.256.602,30
Custos de prevenção (investimentos ambientais, monitoramento ambiental, treinamentos ambientais e educação ambiental) 58.395.244,24
Despesas de gestão ambiental (despesas com pessoal que trabalha na área ambiental, custo com certificação e taxas ambientais) 4.125.239,91
Total 66.657.563,04

Nota sobre as despesas com remediação: na unidade de Del Castilho (RJ), o investimento com remediação teve como objetivo a adequação da qualidade da água subterrânea aos valores orientadores da Cetesb. Na unidade de Monte Alegre (PR), o investimento em remediação teve como objetivo a adequação da área de disposição de resíduos de carvão mineral.

 

Investimentos Ambientais Klabin S.A. (Milhões R$)