A matriz energética da Klabin contempla recursos naturais renováveis como licor preto, biomassa e hidráulica (energia elétrica própria). No final de 2012, 79,9% da energia utilizada pela empresa foi gerada a partir dessas fontes, crescimento de 6,75% em relação a 2011. |GRI EN6|

Anualmente, são definidas estratégias, metas e efetivadas ações em todas as unidades fabris visando ganhos em eficiência energética. Nesse esforço, além da substituição de caldeiras de óleo combustível por outras movidas a biomassa, foram reformados os fornos de cal na Unidade Monte Alegre, que ficaram mais produtivos.

Em 2012, as operações da Klabin consumiram 39.967.227 Gjoules de energia, 6,58% a mais que em 2011. Porém, o aumento registrado foi no consumo de energias renováveis, sendo que o consumo de energia comprada permaneceu praticamente inalterado. Houve queda de 36,69% no volume de óleo combustível utilizado.
 

Matriz energética Klabin completa

Energia direta e indireta (GJ/ano) 2010 2011 2012 % sobre o total
Fontes renováveis 79,97%
Licor Preto 14.067.186 14.442.191 19.161.973 47,94%
Biomassa 10.860.711 12.250.109 12.045.455 30,14%
Energia elétrica própria (hidráulica) 761.023 761.340 753.648 1,89%
Fontes não renováveis 12,08%
Gás natural 1.236.245 1.344.699 1.169.165 2,93%
Óleo combustível 6.020.728 5.325.550 3.371.850 8,44%
Óleo diesel 11.238 9.564 2.719 0,01%
GLP 286.243 276.689 285.223 0,71%
Energia elétrica adquirida 7,95%
Energia elétrica adquirida 3.247.174 3.089.286 3.177.194 7,95%
Total 36.490.548 37.499.428 39.967.227 100,0%

 

Consumo de energia direta |GRI EN3|

Energia produzida (GJ/ano) 2010 2011 2012
Gás natural 1.236.245 1.344.699 1.169.165
Óleo combustível 6.020.728 5.325.550 3.371.850
Biomassa 10.860.711 12.250.109 12.045.455
Licor Preto 14.067.186 14.442.191 19.161.973
EE hidráulica 761.023 761.340 753.648
GLP 286.243 276.689 285.223
Diesel estacionário (1) 11.238 9.564 2.719
Total 33.243.374 34.410.143 36.790.033
(1) Em 2009, a parcela de energia gerada por diesel estacionário era contabilizada como parte do óleo combustível.

Obs.: Valores ajustados de PCI, conforme informações do GHG Protocol Brasil.