A Klabin busca contribuir para o desenvolvimento sustentável aprimorando sua atuação e criando processos mais alinhados aos seus princípios, que equilibrem as questões econômicas, sociais e ambientais. Isso e a busca pela eficiência e pela melhoria contínua levaram a companhia a aderir voluntariamente a compromissos propostos por diversas instituições.

COMPROMISSO ESCOPO ADESÃO
Pacto Global Mobilização empresarial internacional de apoio às Nações Unidas na promoção de dez princípios que reúnem valores fundamentais nas áreas de meio ambiente, direitos humanos, trabalhistas e de combate à corrupção. O Pacto Global é uma contribuição das empresas para a busca de uma economia global mais sustentável e inclusiva. 2000
Diálogo Florestal Focada nos biomas Mata Atlântica, Pampa, Cerrado e Caatinga, a iniciativa tem o objetivo de promover ações efetivas associadas à produção florestal, ampliar a escala dos esforços de conservação e restauração do meio ambiente, gerando benefícios para os participantes para a sociedade em geral. 2008 (Fóruns regionais do PR e SC)
2009 (Diálogo Nacional)
Empresas Pelo Clima (EPC) Plataforma empresarial permanente que tem o objetivo de mobilizar, sensibilizar e articular lideranças empresariais para a gestão e redução das emissões de gás de efeito estufa (GEE), a gestão de riscos climáticos e a proposição de políticas públicas e incentivos positivos no contexto das mudanças climáticas. 2009
Carbon Disclosure Project (CDP) Iniciativa mundial para facilitar o diálogo entre investidores e empresas que procuram minimizar os impactos ambientais de seus negócios diante das mudanças climáticas. 2006
Movimento Empresarial pela Conservação e o Uso Sustentável da Biodiversidade (MEB) O movimento tem por objetivo promover a mobilização do setor empresarial brasileiro, com a participação e apoio das organizações da sociedade civil, para a construção conjunta de uma agenda positiva para a conservação e o uso sustentável da biodiversidade. 2010
Carta de Princípios Bracelpa O documento é resultado da análise e sistematização das políticas de meio ambiente, sustentabilidade e responsabilidade social das empresas associadas à Bracelpa. Busca promover e nortear a atuação em cinco áreas: Ética, Relacionamento com os Públicos de Interesse, Compromissos, Meio Ambiente, Normas e Legislação. É também uma ferramenta para reforçar a comunicação das boas práticas do setor, pois mostra o contínuo comprometimento com o desenvolvimento sustentável do país. 2010
Iniciativa Business Biodiversity da União Europeia (BB EU Initiative) Iniciativa criada pela comunidade europeia com o objetivo de sensibilizar as empresas para a integração da biodiversidade nas suas políticas, gestão e operação. 2008
Movimento Sou Agro Iniciativa multissetorial de organizações representativas do agronegócio brasileiro. Tem como objetivo ser um canal permanente entre o setor e seus diversos públicos de interesse, especialmente, o cidadão urbano. 2011
Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre) Associação sem fins lucrativos, mantido por empresas privadas de diversos setores, dedica-se à promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado do lixo. A ideia é conscientizar a sociedade sobre a importância da redução, reutilização e reciclagem por meio de publicações, pesquisas técnicas, seminários e bancos de dados. 2002
Fórum Papelcartão Sustentável Constituído no âmbito da Bracelpa, conta com a participação de cinco empresas do setor de celulose e papel do país. Trata-se de um espaço aberto e permanente para o diálogo entre os elos da cadeia de produção, consumo e reciclagem de papelcartão em prol da sustentabilidade. 2011
Acordo setorial – Política Nacional de Resíduos Sólidos Constituído no âmbito da Bracelpa, o evento teve a finalidade de debater a proposta de acordo setorial de logística reversa para embalagem, prevista pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), cuja elaboração é coordenada pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre). 2012
Pacto pela integridade e Contra a Corrupção O Pacto define um conjunto de diretrizes e compromissos a serem adotados pelas empresas signatárias com o objetivo de promover melhores práticas para um mercado mais íntegro e ético. Os princípios do Pacto estão baseados na Carta de Princípios de Responsabilidade Social, na Convenção da ONU contra a Corrupção e no 10º princípio do Pacto Global. 2009