Na construção do diálogo com seus públicos de relacionamento, a companhia realizou dois painéis de discussão para identificar quais os principais temas e preocupações compartilhados, que deveriam orientar a gestão dos projetos de sustentabilidade da empresa e ser abordados neste Relatório. Realizados em 2011, esses encontros ajudaram na elaboração de uma matriz de materialidade, na qual a Klabin prioriza os assuntos por ordem de relevância com relação a suas opções estratégicas. A mesma matriz está sendo aplicada neste documento, pois não ocorreram mudanças significativas nas operações da empresa. |GRI 3.5, 4.15|

Os painéis, realizados a partir de conversas presenciais e por e-mail, envolveram 77 pessoas, entre clientes, colaboradores, investidores, fornecedores, órgãos públicos, comunidade e organizações não-governamentais. As questões apresentadas foram hierarquizadas e dispostas em um gráfico de quadrantes, de acordo com sua pontuação, considerando-se os dois eixos da matriz (perspectiva dos públicos externos e perspectiva interna da empresa). Foram destacados cinco temas de maior relevância:

  • comportamento ético
  • resultados econômico-financeiros
  • consumo racional de recursos naturais
  • conformidade com leis e regulamentos
  • direitos humanos

Os indicadores financeiros cobrem todas as unidades operacionais da empresa no Brasil e na Argentina. As informações sociais e ambientais dizem respeito apenas às operações em território brasileiro. Alguns indicadores de recursos humanos, no entanto, incluem dados da unidade de sacos industriais de Pilar, na Argentina. |GRI 3.6|

As demonstrações contábeis estão apresentadas de acordo com os padrões brasileiros e as normas internacionais de contabilidade do International Financial Reporting Standards (IFRS), como determinam as instruções 457/07 e 485/10 da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). As informações socioambientais seguem padrões determinados pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Eventuais revisões de dados publicados em anos anteriores são sinalizadas e justificadas no corpo do relatório. |GRI 3.7, 3.9, 3.10, 3.11|

Além disso, as demonstrações contábeis foram auditadas pela Deloitte Touche Tomatsu Auditores Independentes, sendo que a Klabin garante a independência dos auditores externos e respeita as normas da CVM. |GRI 3.13|

O Relatório de Sustentabilidade 2012 da Klabin está disponível das seguintes formas:

  • Versão completa visual, online, aqui
  • Versão resumida audiodescrita, online, disponível para download aqui
  • Versão resumida, impressa, distribuída às partes interessadas e disponível para download aqui

Para esclarecimentos, críticas ou sugestões em relação a este documento, por favor, entre em contato pelo e-mail rs@klabin.com.br. |GRI 3.4|

Principais temas e preocupações |GRI 4.17|